Congresso norte-americano está discutindo controle de armas, diz Trump

Por Cristiana Euclydes

São Paulo – O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse que os líderes da Câmara dos Deputados e do Senado do país estão discutindo formas de aumentar o controle de armas, após dois tiroteios no final de semana deixarem 30 mortos.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, viaja para Ohio e Texas acompanhado a primeira-dama Melania Trump / Foto: Casa Branca

“Discussões sérias estão ocorrendo entre as lideranças da Câmara e do Senado sobre verificações de antecedentes significativas. Eu também tenho falado com a Associação Nacional de Rifles (NRA, na sigla em inglês) e outros, para que suas visões muito fortes possam ser totalmente representadas e respeitadas”, disse Trump, no Twitter.

“As armas não devem ser colocadas nas mãos de pessoas mentalmente doentes ou perturbadas. Eu sou a pessoa mais [defensora] da Segunda Emenda que existe, mas todos nós devemos trabalhar juntos pelo bem e segurança do nosso país. Coisas com bom senso podem ser feitas para o bem de todos!”, completou.

A Segunda Emenda à Constituição dos Estados Unidos protege o direito da população de manter e portar armas.

No final de semana, as cidades norte-americanas de El Paso, no Texas, e Dayton, em Ohio, foram alvos de dois tiroteios em massa, que deixaram ao todo 30 mortos e mais de 50 feridos. Nos dois casos, as armas usadas nos crimes foram compradas legalmente.

Em discurso após os tiroteios, na segunda-feira, Trump defendeu a verificação de antecedentes para evitar que pessoas com problemas mentais tenham acesso a armas. Ontem, ele voltou a defender a proposta, e disse que ela deve estar vinculada à uma lei de imigração mais forte.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com