Congresso criará CPMI sobre notícias falsas na internet

Por Gustavo Nicoletta

Congresso Nacional
Congresso Nacional. (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

São Paulo – O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), anunciou a criação de uma Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) que investigará a manipulação da opinião pública nas eleições via disseminação de notícias falsas na internet – as chamadas “fake news”.

A comissão também pretende investigar a prática do “cyberbullying” ataques nas redes sociais a uma pessoa específica – e o aliciamento de crianças para o cometimento de crimes de ódio e suicídio.

“É preciso proteger o cidadão. O aparato tecnológico utilizado na propagação de notícias falsas vem assumindo níveis cada vez mais assustadores. Só para citar um exemplo, uma série de boatos espalhados nas redes sociais contra a vacinação vêm contribuindo para a desinformação e gerando risco ao país”, disse o presidente do Senado.

A CPMI será composta por 15 senadores e 15 deputados, e igual número de suplentes. Terá até 180 dias para conduzir as investigações, identificar e propor soluções para as lacunas na legislação que favorecem o uso inadequado da rede mundial de computadores e impedem a punição dos responsáveis.