Confiança da construção fica estável, após duas quedas seguidas

FreeImages.com/Andrew Mogridge

Por Olívia Bulla

São Paulo – O Indice de Confiança da Construção (ICST) interrompeu duas quedas seguidas e ficou estável em abril, em 82,5 pontos, em relação a março, informou a Fundação Getúlio Vargas (FGV). A abertura do dado mostra que a estabilidade do indicador foi garantida pela melhora da situação atual.

Na passagem de março para abril, o Indice da Situação Atual (ISA-CST) subiu 1,0 ponto, a 73,0 pontos, retornando ao nível de outubro de 2018, enquanto o Indice de Expectativas (IE-CST) caiu 1,1 ponto, a 92,4 pontos. Já o Nível de Utilização da Capacidade (Nuci) da construção teve alta de 0,9 ponto percentual (pp), a 66,2%.

Entre os componentes do ICST, o resultado positivo do ISA neste mês foi dado pelo indicador que mede o grau de satisfação com a situação atual dos negócios, mas o IE foi influenciado pela queda no otimismo com a situação dos negócios para os próximos seis meses.

Segundo a coordenadora de projetos da construção da FGV/Ibre, Ana Maria Castelo, a percepção dominante entre os empresários é de que a atividade se mantém no mesmo patamar de um ano atrás. “O pessimismo com os negócios está aumentando e a sondagem de abril reforça a percepção de que o setor não está conseguindo deslanchar como se esperava, refletindo um cenário bastante incerto para o investimento em 2019”, avalia.

A edição de abril da sondagem coletou informações de 556 empresas entre os dias 1 e 22 deste mês. A próxima divulgação ocorrerá em 27 de maio.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com