Confiança da construção cai ao menor nível desde setembro

Por Gustavo Nicoletta

São Paulo – O Índice de Confiança da Construção caiu 1,8 ponto em maio ante abril, para 80,7 pontos, e atingiu o menor nível desde setembro do ano passado, quando atingiu 80,4 pontos, de acordo com dados da Fundação Getulio Vargas (FGV).

“A conjunção de baixo crescimento, contingenciamento de recursos orçamentários com aumento das incertezas desanimou os empresários da construção”, disse Ana Maria Castelo, Coordenadora de Projetos da Construção do Instituto Brasileiro de Economia da FGV.

“A percepção vigente na virada do ano, de que havia uma melhora lenta mas contínua no ambiente de negócios, dá lugar a um pessimismo, cada vez mais disseminado entre os segmentos do setor. Em maio, o aumento do pessimismo afetou especialmente a área de edificações residenciais e de obras viárias”, avaliou ela, em nota.

Com a queda do índice de confiança em maio, ele continua sem registrar alta neste ano e acumula perda de 4,7 pontos desde o início de 2019.

O resultado deste mês foi influenciado principalmente pelo Indice de Expectativas, que recuou 3,0 pontos – a maior queda na margem desde agosto do ano passado (-3,2 pontos) -, para 89,4 pontos. O Indice de Situação Atual (ISA-CST) recuou 0,6 ponto em maio, para 72,4 pontos.

O Nível de Utilização da Capacidade (NUCI) do setor ficou relativamente estável, ao subir 0,1 ponto percentual, para 66,3% em maio.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com