China prolonga suspensão de alta de tarifas a carros dos EUA

São Paulo – Pequim decidiu prolongar a suspensão do aumento de tarifas sobre veículos e peças de automóveis fabricados nos Estados Unidos por um período ainda não especificado a partir de primeiro de abril, disse o Ministério de Finanças chinês no domingo, dois dias após o fim da oitava rodada de negociações comerciais “construtivas” com Washington. As informações são da agência de notícias “Sputnik”.

O ministério suspendeu as tarifas por um período de três meses, de primeiro de janeiro a 31 de março. Em dezembro do ano passado, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e o presidente da China, Xi Jinping, se reuniram e concordaram com uma trégua de 90 dias na guerra comercial para a realização de negociações.

“Com o objetivo de implementar os acordos alcançados pelos líderes dos dois países, a Comissão da República Popular da China sobre as tarifas alfandegárias ordenou que a suspensão do aumento dos direitos aduaneiros sobre veículos e peças dos Estados Unidos seja prolongada a partir de primeiro de abril de 2019”, disse o ministério em um comunicado.

Com a trégua na guerra comercial, os Estados Unidos suspenderam um aumento de tarifas à importação de bens chineses que vigoraria em janeiro e a China prometeu aumentar a importação de produtos norte-americanos. Os dois lados começaram então a realizar rodadas periódicas de negociações comerciais para chegar a um acordo.

Na semana passada, terminou a oitava rodada de conversas, em Pequim, e o secretário do Tesouro dos Estados Unidos, Steven Mnuchin, disse que ele e o representante comercial norte-americano, Robert Lighthizer, tiveram negociações construtivas com a China. A próxima rodada será esta semana, em Washington.

Cristiana Euclydes / Agência CMA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com