China irá retaliar aumento de tarifas dos EUA

Por Carolina Gama

São Paulo – A China irá retaliar o aumento de tarifas o governo norte-americano para sexta-feira, quando as sobretaxas a US$ 200 bilhões em importados de Pequim passarão de 10% para 25%, segundo os planos da administração de Donald Trump.

Foto: Freeimages.com/ Gary Tamin

“A escalada do atrito comercial não é do interesse dos dois países e nem do mundo. O lado chinês lamenta profundamente que, se as medidas tarifárias dos Estados Unidos forem implementadas, a China terá que tomar contramedidas necessárias”, diz o Ministério do Comércio chinês em nota.

A declaração acontece depois que o governo norte-americano submeteu documentos necessários às agências do país para que o aumento da tarifa seja anunciado na sexta-feira. Nos documentos, a administração de Trump alega que Pequim recuou em compromissos já acertados.

Agências internacionais noticiaram nesta manhã que a delegação chinesa que chega hoje em Washington traz um rascunho de acordo com 150 páginas nas quais retirou, em cada um dos sete capítulos, os compromissos que levaram as duas maiores economias do mundo a entrarem em guerra comercial.

Entre os pontos que foram retirados do rascunho, segundo as agências, estão os que tratam do roubo de propriedade intelectual e segredos comerciais dos Estados Unidos, transferência de tecnologia forçada, política de concorrência, acesso a serviços financeiros e manipulação de moeda.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com