China e Estados Unidos concordaram em continuar negociações comercias

O representante comercial dos Estados Unidos, Robert Lighthizer, e o vice-premiê da China, Liu He, em negociações comerciais. Foto: Divulgação/Casa Branca

Por Cristiana Euclydes

São Paulo – A China e os Estados Unidos concordaram em continuar as negociações comerciais, disse o porta-voz do Ministério de Relações Exteriores chinês, Geng Shuang, em coletiva de imprensa regular.

“Meu entendimento é que ambos os lados concordaram em buscar conversas. Abordagens relevantes devem ser feitas em futuras consultas”, disse. Ontem, Pequim anunciou taxas de até 25% a cerca de US$ 60 bilhões em produtos norte-americanos, a partir de primeiro de junho.

A medida veio em retaliação às tarifas de 25% aplicadas pelos Estados Unidos sobre US$ 250 bilhões em bens importados chineses. Além disso, o Escritório de Representação Comercial norte-americano iniciou ontem o processo formal para adotar novas taxas de 25% a cerca de US$ 300 bilhões em bens chineses.

Questionado se a China vai retaliar à aplicação das novas tarifas, Geng disse: “Esperamos que o lado dos Estados Unidos não julgue mal a situação ou subestime a determinação e a vontade da China de salvaguardar seus direitos e interesses”.

Por fim, o porta-voz destacou que mesmo com a imposição de tarifas pelos Estados Unidos, a delegação chinesa ainda foi para Washington na semana passada para as negociações comerciais conforme o programado. “Tais ações responsáveis expressaram nossa sinceridade para buscar uma solução para superar as diferenças”.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com