Caixa anuncia redução de até 1,25 pp para financiamentos imobiliários

Por Priscilla Oliveira

Brasília – A Caixa Econômica Federal anunciou redução de até 1,25 pp nas taxas de juros para operações pelo sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE) e novas alternativas para renegociação de contratos habitacionais para pessoa física.

A nova taxa de juros irá igualar os juros cobrados no Sistema Financeiro de Habitação (SFH) e no Sistema Financeiro Imobiliário e será de 8,5% aa. Antes da mudança, as taxas eram de 8,75% aa no SFH e 9,75% aa no SFI. No balcão a taxa baixou de 11% para 9,75%. As novas taxas entram em vigor a partir do dia 10 de junho.

Todas as taxas são acrescidas de TR, porém nas próximas semanas a Caixa também irá anunciar a mudança desse indexador para o IPCA, segundo presidente. A mudança será válida apenas para novos contratos.

No SFH podem ser financiados imóveis de até R$ 1,5 milhão, com possibilidade de utilização de recursos do FGTS e no SFI, os imóveis são acima de R$ 1,5 milhão e não pode ser usados recursos do FGTS.

Segundo presidente da Caixa, Pedro Guimarães, a redução dos juros visa facilitar a compra da casa própria. “Além de ampliar a oferta de crédito imobiliário em condições competitivas de mercado, a redução dos juros demonstra nosso compromisso com as melhores condições de financiamento para pessoas e colabora para retomada dos investimentos no setor, com a criação de empregos, mais renda e aquecimento da economia”, afirmou.

RENEGOCIAÇÃO DE DÍVIDAS

Também foram anunciadas novas alternativas para renegociação de dívidas no financiamento imobiliário. Segundo a Caixa, o valor total em atraso hoje é de R$ 10,1 bilhões. A renegociação deve atingir 600 mil famílias e beneficiar 2,3 milhões de pessoas. Em alguns contratos pode haver ainda o perdão de multas.

Nas novas modalidades, a pessoa poderá pagar à vista o valor da entrada e incorporar as parcelas atrasadas nas próximas parcelas; utilizar o saldo da conta vinculada do FGTS para reduzir o valor da prestação e alterar a data de vencimento da parcela. Caso o cliente não se enquadre nas alternativas ele poderá ainda procurar uma agência da Caixa para discutir um acordo.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com