BRICS podem ajudar a renovar relações internacionais, diz Xi Jinping

21/08/2017 11:57:10

Por: Da Xinhua

O presidente da China, Xi Jinping, na Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas. (Foto: Loey Felipe/ONU)

Pequim, 21 – O presidente chinês, Xi Jinping, disse recentemente que aumentar a cooperação entre os membros do BRICS não só protege e expande os interesses dos países do bloco, mas também ajuda a explorar caminhos para construir um novo tipo de relações internacionais.

Xi fez o comentário ao se reunir com o secretário do Conselho de Segurança da Rússia, Nikolai Patrushev, o ministro de Segurança do Estado da áfrica do Sul, David Mahlobo, o conselheiro de Segurança Nacional da Índia, Ajit Doval, e o ministro da Segurança Institucional do Brasil, Sérgio Etchegoyen, que estão em Beijing para participar da 7ª reunião dos altos representantes do BRICS para assuntos de segurança.

Xi felicitou o sucesso da reunião de dois dias, dizendo que o evento deu importantes contribuições para a cúpula do BRICS que será realizada em setembro na cidade costeira de Xiamen, sudeste da China.

A cooperação do BRICS possui uma história de dez anos e quebrou fronteiras de distância, superou as diferenças nos caminhos de desenvolvimento e nas instituições sociais dos países do BRICS e demonstrou sua aspiração pela estabilidade, desenvolvimento e melhores condições de vida da população, assinalou Xi.

Ele também pediu pelo desenvolvimento sincronizado da cooperação na economia e finanças, nos intercâmbios entre as pessoas e nos assuntos de segurança entre países do BRICS.

O presidente chinês afirmou que a China defende que os problemas globais como terrorismo devem ser resolvidos fundamentalmente através do desenvolvimento, e que a comunidade internacional deve promover a economia mundial para entrar num caminho de desenvolvimento sustentável e promover o desenvolvimento da globalização econômica de forma justa, inclusiva e sustentável.

“Já que estejamos seguindo o espírito de abertura, inclusividade, cooperação e resultados de benefício mútuo, e que trabalhamos juntos para construir uma parceria do BRICS mais estreita, contaremos com certeza com a segunda década dourada para a cooperação do BRICS”, apontou Xi.

Os convidados estrangeiros expressaram cumprimentos de seus respectivos líderes ao presidente Xi, e manifestaram apoio à organização da China da cúpula do BRICS em Xiamen.

Os representantes estrangeiros disseram que os países do BRICS devem cimentar unidade e cooperação para lidar com os desafios na economia e áreas de segurança como atividades contra globalização e terrorismo, e para aumentar a influência do BRICS nos assuntos globais.

Eles também concordaram em trabalhar com a China para garantir o sucesso da próxima cúpula.

Os “países dos tijolos de ouro” — tradução chinesa do BRICS, incluem Brasil, Rússia, China, índia e África do Sul. O BRICS é considerado o representante dos mercados emergentes e da voz dos países em desenvolvimento do mundo.

A cúpula “BRICS: parceria mais forte para um futuro mais brilhante” reunirá os líderes dos cinco países em Xiamen, uma cidade costeira na Província de Fujian, no sudeste da China, de 3 a 5 de setembro.

O BRICS é atualmente um importante protagonista na economia mundial e na governança mundial. Juntos, os cinco países corresponderam por 23% da economia mundial em 2016, quase o dobro de sua fatia em 2006, sendo a fonte de mais da metade do crescimento mundial nos últimos dez anos.

Deixar um comentário