Bolsonaro terá 22 ministros e Trabalho será dividido entre pastas

04/12/2018 09:59:17

Por: Gustavo Nicoletta / Agência CMA

São Paulo – O governo do presidente eleito Jair Bolsonaro começará o ano que vem com 22 ministérios – incluindo o Banco Central e a Advocacia Geral da União (AGU), que devem perder este status no decorrer da administração – e eliminará a pasta do Trabalho, cujas atividades serão divididas entre os ministérios remanescentes. Durante a campanha eleitoral, Bolsonaro prometeu tocar o governo com 15 ministérios.

As informações foram divulgadas ontem pelo futuro ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, durante uma entrevista coletiva. Ele afirmou que boa parte das atividades atuais do Ministério do Trabalho será absorvida pelo Ministério da Justiça, de Sergio Moro, e que o Ministério da Economia, de Paulo Guedes, deve absorver as áreas de fiscalização e de políticas para o emprego.

Isso significa que Guedes passará a gerenciar os mais de R$ 200 bilhões em recursos do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT). Uma parte deste dinheiro – pelo menos 40% dos recursos – é direcionada ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para o financiamento de programas de desenvolvimento econômico, enquanto a verba restante é aplicada em programas de seguro-desemprego e abono salarial.

Também devem ficar sob a tutela de Guedes os R$ 500 bilhões do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), que hoje só podem ser sacados pelos cotistas em situações especiais – como em caso de demissão sem justa causa e no momento da aposentadoria.

Lorenzoni disse também que ele será responsável pela relação entre o Palácio do Planalto e o Congresso, e que o general Santos Cruz, da secretaria de governo, ficará encarregado do Programa de Parcerias e Investimentos e de conduzir negociações da União com Estados e Municípios.

A comunicação do governo será feita pela Secretaria-Geral da Presidência da República, de Gustavo Bebianno, e o presidente Bolsonaro contará com uma assessoria de comunicação específica.

VEJA A LISTA DOS MINISTÉRIOS E SEUS RESPECTIVOS OCUPANTES:

<> Advocacia-Geral da União (AGU) – André Luiz de Almeida Mendonça

<> Agricultura – Tereza Cristina

<> Banco Central – Roberto Campos Neto

<> Casa Civil – Onyx Lorenzoni

<> Cidadania – Osmar Terra

<> Ciência, Tecnologia e Comunicação – Marcos Pontes

<> Defesa – Fernando Azevedo e Silva

<> Desenvolvimento Regional – Gustavo Henrique Rigodanzo Canuto

<> Direitos Humanos – sem definição

<> Economia – Paulo Guedes

<> Educação – Ricardo Velez Rodriguez

<> Gabinete de Segurança Institucional (GSI) – Augusto Heleno

<> Infraestrutura – Tarcísio Gomes de Freitas

<> Justiça e Segurança Pública – Sergio Moro

<> Meio Ambiente – sem definição

<> Minas e Energia – Bento Costa Lima Leite de Albuquerque Junior

<> Relações Exteriores – Ernesto Araújo

<> Saúde – Luiz Henrique Mandetta

<> Secretaria de Governo – Carlos Alberto dos Santos Cruz

<> Secretaria-Geral da Presidência da República – Gustavo Bebianno

<> Transparência – Wagner Rosário

<> Turismo – Marcelo Álvaro Antônio

Deixar um comentário