Bolsonaro diz não ter visto proposta para previdência dos militares

POR: GUSTAVO NICOLETTA / AGÊNCIA CMA


O presidente, Jair Bolsonaro, assina medida provisória que estabelece medidas para combater fraudes em benefícios pagos pela Previdência Social. (Foto: Wilson Dias/Agência Brasil)

São Paulo – O presidente Jair Bolsonaro disse ontem que ainda não viu o projeto que contém as mudanças no regime de previdência dos militares. Ele está nos Estados Unidos e deve retornar ao Brasil na manhã de quarta-feira (20), dia em que o projeto deve ser apresentado ao Congresso.

“Informo que ainda não me foi apresentado a versão do projeto de lei que trata da previdência dos militares. Possíveis benefícios, ou sacrifícios, serão divididos entre todos, sem distinção de postos ou graduações. Vamos valorizar e unir a tropa no ideal de melhor servir à Pátria”, disse ele em sua conta no Twitter.

No sábado (16), o general Carlos Alberto Santos Cruz, ministro da Secretaria do Governo, disse que a reforma na previdência dos militares incluirá termos para aumentar o tempo de serviço, o porcentual de contribuição e passará a taxar também pensionistas.

Além disso, o jornal “O Estado de S.Paulo” afirmou que a proposta elaborada pelo Ministério da Defesa inclui medidas para reestruturar a carreira dos militares e elevará o custo da categoria ao longo da próxima década diferentemente do que ocorre com a reforma da Previdência civil, que deve economizar cerca de R$ 1 trilhão ao longo do mesmo período, segundo os cálculos do governo.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com