Bolsonaro autoriza estudos para privatização da estatal

Por Allan Ravagnani

São Paulo – O presidente Jair Bolsonaro, em reunião com o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, e o presidente da Eletrobras, autorizou que fossem aprofundados os estudos para que o processo de privatização da companhia seja feito por meio de aumento de capital social, mediante subscrição pública de ações da companhia.

Foi informado também que o processo de privatização deverá ser submetido ao ritual legislativo de apreciação do Congresso Nacional.

No começo de julho, em entrevista ao canal “GloboNews”, o ministro havia afirmado que o modelo de capitalização é o mais aplicado no mundo. “70% das empresas desse porte da Eletrobras no mundo são empresas que foram capitalizadas no qual o governo tem participação. O governo passará a ter participação minoritária. O modelo estamos finalizando de como ele se dará. Devemos apresentar ao presidente [Jair Bolsonaro] na próxima semana ou na outra”.

A Iniciativa confirmou fatos adiantado pelo presidente da Eletrobras, Wilson Ferreira Junior, que a proposta defendida por ele é de aumento de capital via emissão de novas ações, o que diminuiria a fatia do governo na companhia para menos de 50%, mas manteria a União como acionista majoritário da Eletrobras.

Este processo, segundo Ferreira, exigiria que Itaipu e Eletronuclear fossem removidas da estrutura da Eletrobras, dado o caráter estratégico destes ativos, e que isso mitiga o risco relacionado ao fato de o governo deixar de ser o acionista controlador da Eletrobras, que possui ampla participação na geração de energia no Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com