Bolsa sobe e dólar cai com sinal de paz entre governo e Câmara

São Paulo – Após cair 3,57% ontem com o aumento da tensão na cena política, o Ibovespa corrigiu parte das perdas hoje e encerrou em alta de 2,70%, aos 94.388,94 pontos, refletindo uma série de declarações que acalmaram ânimos e trouxeram a expectativa de que a reforma da Previdência voltará a andar. A redução da temperatura foi confirmada com a escolha do relator do projeto na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJC), no final da tarde. O volume total negociado foi de R$ 18,7 bilhões.

“A relação de Bolsonaro e Maia não voltando a estremecer a tendência é de se chegar a um ponto comum. Posso estar sendo otimista, mas acredito que o pior da relação já tenha passado”, disse o analista da Necton, Alvaro Frasson.

A relação entre o Palácio de Planalto e o Congresso foi colocada em xeque esta semana, com aumento da troca de farpas entre o presidente Jair Bolsonaro e o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ) ontem. Porém, esta quinta-feira foi marcada por uma série de declarações no sentido apaziguar a situação, a começar por Bolsonaro, que disse que a crise com Maia é “página virada” e foi “chuva de verão”. Já o ministro da Economia, Paulo Guedes, almoçou com Maia para retomar o diálogo sobre a Previdência e Maia disse que irá com Guedes à CCJC na semana que vem.

Há pouco, também foi escolhido o relator da reforma na comissão, que será o delegado Marcelo Freitas (PSL-MG). O presidente da CCJC, Felipe Francischini (PSL-PR), ainda disse que a previsão é que o projeto possa ser votado no dia 17 de abril.

Amanhã, fechamento do mês de março e do primeiro trimestre, analistas acreditam que será possível manter o tom positivo caso se mantenha o clima mais calmo na cena política. “Qualquer movimento que tenha daqui para frente no sentido de acalmar os ânimos a Bolsa vai sentir. Os motivos que têm mexido de fato com a Bolsa não são externos e corporativos, mas domésticos e políticos”, disse Frasson.

Porém, analistas alertam que haverá volatilidade até a aprovação da reforma da Previdência. “A sinalização de moderação do tom é positiva, mas não adianta a gente se iludir de que o Bolsonaro irá parar de falar bobagem.  Ótimo que ele adotou este tom, mas não podemos tirar da conta que daqui a pouco um filho dele não irá fazer um tuíte polêmico”, afirmou o analista-chefe da Geral Investimentos, Carlos Müller.

O dólar comercial não conseguiu segurar a alta da manhã, quando chegou a ser negociado a R$ 4,0180, e passou a cair no início da tarde após o resultado positivo do almoço entre o ministro da Economia, Paulo Guedes, e o presidente da Câmara, Rodrigo Maia. A moeda norte-americana encerrou o dia com queda de 0,98%, cotado a R$ 3,9160 para venda.

Após o evento, Maia declarou que o almoço com Guedes foi para retomar o diálogo sobre a reforma da Previdência e que “sem farpas, vamos colocar o trem nos trilhos”. Além disso, Maia disse que ficou definida a participação do ministro da Economia na Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJC) na próxima quarta-feira.

Já Guedes afirmou que ambos estão buscando nos poderes a aprovação da reforma harmonicamente e que “Maia tem dado apoio”, além de sugerir a presença de Guedes na CCJC após anunciar o relator. Hoje após o encerramento do mercado, o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, anunciou o deputado e delegado Marcelo Freitas (PSL) como relator da Previdência na Câmara.

“Estamos vendo sinais de paz do Maia com o governo. A ida de Guedes na CCJC foi muito positivo para o mercado e isso fez o dólar cair. No final ainda tivemos o núncio do relator da reforma da Previdência. Tudo isso é muito favorável para o mercado”, afirmou Newton Rosa, economista-chefe da SulAmérica Investimentos.

Rosa afirma ainda que se nada de relevante ocorrer até amanhã, que ainda tem espaço para o dólar seguir em queda. Vale lembrar que amanhã o Banco Central (BC) realizará um leilão de linha no montante de US$ 3,0 bilhões, colocando mais dólar no mercado e forçando a queda da divisa frente ao real.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com