Bolsa sobe e bate recorde após eventual suspensão de tarifas à China

17/01/2019 18:58:59

Por: Danielle Fonseca / Agência CMA

São Paulo – O Ibovespa fechou em alta de 1,01%, aos 95.351,09 pontos, – renovando o seu recorde histórico de fechamento – após acelerar no fim do pregão com a notícia de que os Estados Unidos podem suspender tarifas comerciais à China. A máxima do dia foi de 95.681,82 pontos, também registrando novo recorde intradiário. O volume de negócios foi de R$ 17,047 bilhões.

O índice já operava em alta acompanhando uma melhora do mercado norte-americano e com perspectivas positivas sobre a reforma da Previdência, mas ampliou ganhos com a informação de que as autoridades norte-americanas estão debatendo a suspensão de tarifas sobre as importações chinesas como forma de acalmar os mercados e incentivar Pequim a fazer concessões mais profundas, em uma batalha comercial que abalou as economias globais.

Mais cedo, havia sido anunciado que o vice-premiê da China, Liu He, irá visitar os Estados Unidos nos dias 30 e 31 de janeiro, para dar sequência às negociações sobre comércio entre os dois países, o que foi visto como um sinal positivo. O possível arrefecimento das tensões entre Estados Unidos e China vez Wall Street passar a subir e reduziu ainda mais a pressão de balanços corporativos mais negativos.

“As bolsas norte-americanas abriram mais fracas já que pesaram os balanços, mas o quadro ainda é mais favorável para ativos de risco e há fatores positivos sobre a guerra comercial, o que ajudou hoje”, disse o analista da Guide Investimentos, Rafael Passos.

Já na cena doméstica, segue à espera dos investidores por novidades relacionadas à reforma da Previdência, evento mais aguardado pelo mercado local. Apesar de sinalizações de que o presidente Jair Bolsonaro irá bater o martelo sobre a proposta da reforma apenas no fim do mês, expectativas positivas têm sido mantidas, o que ajuda ações de peso para o Ibovespa.

As ações da Petrobras (PETR4 1,36%), que caíam mais cedo, passaram a subir apesar da queda dos preços do petróleo na maior parte do dia. As ações da Vale (VALE3 3,00%) aceleraram ganhos ao longo do pregão, devolvendo quedas anteriores e puxando o Ibovespa. Entre as maiores altas do Ibovespa ficaram as ações da Localiza (RENT3 6,27%) e da BRF (BRFS3 6,48%). Já as maiores quedas são das ações da Embraer (EMBR3 -4,09%), que ainda reagem a revisões para baixo de resultados da companhia, e da Log Commercial Properties (LOGG -5,21%).

Amanhã, os mercados podem continuar a refletir a possibilidade de suspensão de tarifas à China, além de seguirem acompanhando a questão da paralisação do governo norte-americano em função do impasse sobre a lei de gastos. Já no mercado local, o foco segue na reforma da Previdência. “Semana que vem tem a confusão do Fórum Econômico em Davos, temos várias palestras e entrevistas que podem repercutir no mercado”, lembrou o economista-chefe da Home Broker Modalmais, Alvaro Bandeira.

Deixar um comentário