BCE pode lançar novo programa de compra de ativos, diz De Guindos

Por Cristiana Euclydes

São Paulo – O Banco Central Europeu (BCE) pode recomeçar seu programa de compra de ativos como parte das medidas para estimular a economia da zona do euro e levar a taxa de inflação para a meta de 2%, disse o vice-presidente da instituição, Luis De Guindos.

“Temos uma ampla gama de instrumentos disponíveis: Temos orientação futura, temos operações direcionadas de refinanciamento de longo prazo (TLTROs, na sigla em inglês), temos o reinvestimento dos vencimentos de nossos balanços patrimoniais – portanto, há uma ampla variedade de instrumentos que poderíamos usar, e afrouxamento quantitativo (QE, na sigla em inglês) é um deles”, disse De Guindos, em entrevista à “CNBC”.

Segundo ele, o banco pode optar por uma combinação de medidas para levar a inflação para a meta. “Para nós, a estabilidade de preços é fundamental, é o nosso mandato e, se vemos que as expectativas de inflação começam a desancorar, vamos agir.”

De Guindos reforçou os comentários de ontem do presidente do BCE, Mario Draghi, de que o banco pode cortar juros e retomar o programa de compra de ativos para garantir o retorno sustentado da inflação à meta, e para enfrentar riscos às perspectivas econômicas da zona do euro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com