Banco central da Turquia mantém taxa de juros em 24% ao ano

Foto: FreeImages.com/ Borge Bjelland

Por Cristiana Euclydes

São Paulo – O banco central da Turquia manteve a taxa de juros de referência do país em 24% ao ano, como esperado pelo mercado, mas retirou do comunicado o trecho dizendo que “se necessário, um novo aperto monetário será entregue”. A lira caiu ante o dólar após a decisão.

No comunicado, o banco disse que a evolução das condições de demanda doméstica levou a uma melhora nos indicadores de inflação. “No entanto, os preços mais altos de alimentos e de importação e o curso elevado das expectativas de inflação apontam para riscos contínuos para a estabilidade de preços”.

Assim, o comitê de política monetária “decidiu manter a postura firme de política monetária até que as perspectivas de inflação apresentem uma melhora significativa”. Segundo o banco, “os fatores que afetam a inflação serão monitorados de perto e a orientação monetária será determinada para manter a inflação alinhada com a trajetória desejada”.

Com relação à economia, a tendência de reequilíbrio continua, com a demanda externa relativamente forte e a atividade econômica em ritmo lento. O banco espera que o saldo em conta corrente mantenha sua tendência de melhora. O Produto Interno Bruto (PIB) do país caiu 2,4% no quarto trimestre de 2018 em base trimestral, e recuou 3,0% em base anual.

Para o analista da Capital Economics, Jason Turvey, a retirada do comunicado do trecho sobre aperto monetário sugere que um ciclo de afrouxamento pode estar começando. “Experiências passadas sugerem que todas as condições macroeconômicas estão em vigor para o banco central começar a baixar as taxas de juros”, disse, acrescentando que espera um corte no final deste ano, levando a taxa de juros de referência a 22%.

Ele destacou que a taxa de inflação do país está em ritmo de queda nos últimos meses. A taxa subiu 19,7% em março em base anual, abaixo do pico de 25,2% de outubro de 2018. Por outro lado, “qualquer mudança na política permanecerá fortemente dependente do que acontece com a lira”, disse, destacando que a moeda caiu quase 1% ante o dólar após a decisão.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com