Atividade de serviços da zona do euro cresce em abril

Por Carolina Pulice

São Paulo – O índice dos gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) sobre a atividade do setor de serviços da zona do euro subiu para caiu para 52,8 pontos em abril, ante 53,3 pontos em março, segundo dados revisados divulgados pelo instituto de pesquisas IHS Markit. Na versão preliminar, o índice havia caído para 52,5 pontos.

Leituras acima de 50 pontos sugerem expansão da atividade, enquanto valores menores apontam contração. O PMI composto, que agrega dados sobre a atividade dos setores industrial e de serviços, caiu para 51,5 pontos em abril na versão revisada, de 51,6 pontos em março. Na versão preliminar, o indicador havia recuado para 51,3 pontos.

O PMI composto de abril teve um equilíbrio entre os setores de serviço e industrial, com destaque positivo para o nível mais alto de novos trabalhos. Os novos pedidos industriais continuaram caindo, em contraste com um sólido aumento nos serviços.

Segundo o relatório, a moderação no crescimento da atividade de serviços ocorreu apesar de uma melhora no crescimento na Alemanha e do retorno da expansão na França. Ao mesmo tempo, ganhos menores foram vistos na Itália e na Espanha.

De acordo com o economista chefe do IHS Markit, Chris Williamson, a queda do PMI da zona do euro foi maior do que estimada pela leitura preliminar, apesar de ainda indicar que a economia perdeu um pouco do momento no começo do segundo trimestre e que esse crescimento permanece sem destaque. “O resultado é um indicativo de uma taxa de crescimento trimestral de aproximadamente 0,2%, mas a atividade industrial permanece em sua maior queda desde 2013, e o crescimento do setor de serviços ficou menor”, disse.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com