Atividade industrial do Japão encolhe menos em maio após revisão

Por Cristiana Euclydes

São Paulo – O índice dos gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) sobre a atividade industrial do Japão caiu para 49,8 pontos em maio, voltando para o território de contração após registrar 50,2 pontos em abril, segundo dados revisados divulgados pelo instituto de pesquisas IHS Markit. A leitura preliminar mostrava queda maior, para 49,6 pontos em maio.

Números acima de 50 pontos sugerem expansão da atividade, enquanto valores menores apontam contração. A produção continua a cair em meio à demanda fraca, com as condições deteriorando-se tanto na demanda interna quanto na externa.

“Não houve sinais de recuperação na recente desaceleração da produção em maio, como a produção e as novas encomendas caindo pelo quinto mês consecutivo”, disse o economista do IHS Markit, Joe Hayes. “A fraca demanda do principal parceiro comercial do Japão, a China, bem como os sinais de uma lentidão cada vez maior economia doméstica, impactaram os volumes de vendas”.

Além disso, as empresas reduziram a taxa de contratação em meio à cortes na produção. Já as expectativas de produção tornam-se negativas pela primeira vez desde novembro de 2012. As empresas veem incertezas diante da próxima subida de impostos sobre vendas e com as eleições da Câmara Alta em julho.

“A escalada das tensões comerciais entre a China e os Estados Unidos somam-se às preocupações existentes para os fabricantes. Posteriormente, as empresas lançaram um pessimismo na avaliação para o próximo ano pela primeira vez em seis anos e meio”, disse Hayes.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com