Atividade industrial da eurozona reduz queda em abril

Por Carolina Pulice

São Paulo – O índice dos gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) sobre a atividade do setor industrial da zona do euro subiu para 47,9 pontos em abril, após atingir 47,5 pontos em março, de acordo com dados revisados divulgados pelo instituto de pesquisas IHS Markit. A versão preliminar havia mostrado alta menor, para 47,8 pontos.

Leituras acima de 50 pontos sugerem expansão da atividade, enquanto valores menores apontam contração. Apesar da primeira alta em nove meses, o setor industrial da zona do euro continua em território de contração pelo terceiro mês seguido, e marcou seu segundo pior nível em seis anos, com novas quedas no novos pedidos.

Os setores de capital e bens intermediários permaneceram como as principais áreas de fraqueza em abril, com ambos os setores permanecendo em território de contração. Por outro lado, a subcategoria de bens de consumo continuaram expandindo, com crescimento chegando a um nível modesto.

Segundo Chris Williamson, economista-chefe da IHS Markit, o setor industrial continuou em queda no começo do segundo trimestre. “Apesar de o PMI ter aumentado pela primeira vez em nove meses, a leitura de abril sinaliza uma deterioração nas condições gerais de negócio pelo terceiro mês seguido”.

Williamson destacou ainda que indicadores como expectativas futuras, fluxos de novos pedidos e pedidos para estoque mostraram aumento, apesar de ser muito cedo para indicar uma mudança, “especialmente com o sentimento futuro permanecendo em torno de seu menor nível desde o fim de 2012”.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com