Ata do BCE mostra preocupação com efeito de juros baixos

São Paulo – Os membros do Conselho do Banco Central Europeu (BCE) expressaram preocupação com o impacto negativo das taxas de juros de referência baixas sobre a lucratividade dos bancos da zona do euro, de acordo com a ata da reunião mais recente, realizada entre os dias seis e sete de março.

“Surgiram preocupações de que, ao longo do tempo, os efeitos de taxas persistentemente baixas poderiam reduzir as margens e a lucratividade dos bancos, com efeitos negativos sobre a intermediação bancária e a estabilidade financeira no longo prazo”, segundo o documento.

“Foi lembrado que as consequências das taxas baixas se diferenciavam entre o espectro de maturidade e entre os bancos, dependendo de seus modelos de negócios e da estrutura de seus ativos e passivos”, afirmaram os membros. Na reunião, o BCE manteve a taxa básica de juros em zero, a taxa de depósitos em -0,4% ao ano e a taxa da linha mantida com bancos comerciais para concessão de liquidez de curto prazo em 0,25% ao ano.

Ainda segundo a ata, as condições de financiamento dos bancos se tornaram um pouco menos favoráveis na zona do euro, “embora os bancos estivessem parcialmente protegidos de condições menos benignas nos mercados de títulos devido ao aumento da participação dos depósitos nas suas estruturas de financiamento”.

Cristiana Euclydes / Agência CMA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com