Arábia Saudita e Opep vão compensar fluxo de petróleo, diz Trump

Por Cristiana Euclydes

São Paulo – A Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep), liderados pela Arábia Saudita, vai compensar a retirada do mercado da oferta de petróleo do Irã devido a sanções econômicas, disse o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.

O presidente dos EUA, Donald Trump, e o príncipe herdeiro saudita, Mohammed bin Salman (Foto: Shealah Craighead / Casa Branca)

“A Arábia Saudita e outros países da Opep irão mais do que compensar a diferença de fluxo de petróleo com as sanções agora completas sobre o petróleo iraniano”, disse Trump em publicação no Twitter.

Mais cedo, a Casa Branca anunciou que os Estados Unidos encerraram as isenções concedidas a oito países para a importação de petróleo do Irã. As isenções, que expirariam no dia dois de maio, deram um prazo para os oito países adotarem medidas para acabar com as importações da commodity iraniana.

Ainda de acordo com Trumo, o Irã está recebendo conselhos muito ruins do ex-secretário de Estado John Kerry, que atuou na gestão do ex-presidente norte-americano Barack Obama, e de pessoas que o ajudaram a levar os Estados Unidos ao acordo nuclear com o Irã, que considera “muito ruim”.

O Irã assinou o acordo nuclear com os Estados Unidos, a Rússia, a China, a França, a Alemanha, o Reino Unido e a União Europeia (UE) em 2015, para reduzir seu programa nuclear e mantê-lo para fins pacíficos, em troca do alívio de sanções econômicas. Trump, porém, retirou o país do acordo e reimpôs sanções ao Irã em 2018.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com