Aliados e Opep vão manter nível reduzido de produção

Por Carolina Pulice

Divulgação/Opep

São Paulo – A conferência da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) e aliados anunciou que ratificou a decisão de manter os cortes na produção de petróleo por mais nove meses.

“No dia de hoje, nos reunimos em Viena com a presença do ministro de Energia da Rússia, Alexander Novak, assim como o ministro do petróleo saudita, Khalid Falih. A reunião decidiu defender a decisão de um recorte na produção de nove meses. À luz do recente acontecimento no mercado internacional, o comitê foi recomendado a manter as restrições”, afirmou o presidente da delegação, Manuel Salvador Quevedo Fernandez.

Quevedo disse também que a Opep e aliados se reunião de novo no dia 6 de dezembro, também em Viena.

A decisão dos aliados e da Organização tinha sido anunciada ontem à tarde e confirmada por fontes da imprensa internacional, mas precisava ser ratificada pelos aliados, 10 países que são liderados pela Rússia.

De acordo com o ministro russo, a decisão foi unânime, e o nível de corte será mantido em 1,2 milhão de barris por dia em relação aos níveis do final do ano passado. “Para manter os status do mercado, decidimos manter o nível intacto dos cortes. Vamos monitorar a situação e ter relatórios mensais para tomar decisão caso necessário para garantir a estabilidade do mercado”, disse.

Novak afirmou ainda que um acordo de cooperação foi assinado, mecanismo que vai facilitar a tomada de decisão para a estabilidade do mercado.

“Decidimos também assinar um acordo de cooperação entre os países. Estou feliz que chegamos a um consenso sobre este documento. Nos dá uma fundação sólida para tomar decisões para estabilizar o mercado se necessário no futuro”.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com