Ainda não há decisão sobre cessão onerosa, diz ministro da Fazenda

15/05/2018 12:18:43

Por: Priscilla Oliveira / Agência CMA

Eduardo Guardia

O ministro da Fazenda, Eduardo Guardia, fala sobre o projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2019 (Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)

Brasília – O governo ainda não chegou a um acordo com a Petrobras sobre o óleo excedente da cessão onerosa, afirmou o ministro da Fazenda, Eduardo Guardia. Ele reafirmou que o tema segue na pauta de discussão do grupo de trabalho, que deve fazer recomendações sobre o assunto até a próxima quinta-feira (17), só depois disso deve haver uma estimativa de prazo para conclusão das negociações.

A declaração de Guardia ocorre depois de o jornal “Valor Econômico” publicar que o governo já teria chegado a um acordo com a Petrobras e cederia entre 1 bilhão e 2 bilhões de barris para a petrolífera, além dos 5 bilhões estipulados no acordo inicial, sem o envolvimento de recursos financeiros.

Mais cedo, a Petrobras também negou  a informação da publicação. “Não há definições entre as partes sobre o resultado final da revisão,os valores e os possíveis meios de pagamento à Petrobras”, disse em comunicado.

Guardia esteve reunido nesta manhã com o presidente do Tribunal de Contas  da União (TCU), ministro Raimundo Carreiro, para discutir sobre parcelamentos  tributários. Guardia afirmou que o TCU quer ampliar sua capacidade de análise  sobre os parcelamentos tributários e trabalha com a Fazenda neste sentido.

Edição: Eliane Leite (e.leite@cma.com.br)

Deixar um comentário