Advogado dos Batista diz que prisões são injustas e absurdas

13/09/2017 12:00:27

Por: Allan Ravagnani / Agência CMA

(Foto: Divulgação/JBS)

São Paulo – Em nota, o advogado Pierpaolo Cruz Bottini, que faz a defesa dos irmãos Joesley Batista e Wesley Batista, diz que a prisão dos executivos é “injusta, absurda e lamentável”, já que os executivos da J&F sempre estiveram à disposição da Justiça para depoimentos, além de apresentarem os documentos requeridos.

Joesley Batista foi preso no último domingo, após pedido do Procurador-geral da República, Rodrigo Janot, por suspeita de omissão de informações no acordo de delação premiada assinado por Joesley e o executivo Ricardo Saud. Já Wesley Batista foi preso hoje, na operação Tendão de Aquiles, por indícios de operações ilegais no mercado financeiro dias antes de ser divulgada a delação.

Veja a íntegra da nota do advogado Pierpaolo Bottini

“Sobre a prisão dos irmãos Batista no inquérito de insider information, é injusta, absurda e lamentável a prisão preventiva de alguém que sempre esteve à disposição da Justiça, prestou depoimentos e apresentou todos os documentos requeridos. O Estado brasileiro usa de todos os meios para promover uma vingança contra aqueles que colaboraram com a Justiça”.

Edição: Eliane Leite (e.leite@cma.com.br)

Deixar um comentário