Ações da Vale e CSN caem mais de 2% com preços do minério de ferro

Por Danielle Fonseca

São Paulo – As ações da Vale e de siderúrgicas, como a CSN, ampliaram perdas nesta manhã refletindo a queda de mais de 4% dos preços do minério de ferro na bolsa chinesa da Dalian. Notícias de que o governo chinês pode investigar o mercado da commodity após fortes de elevações de preços, a pedido de indústrias chinesas, pesaram sobre o minério hoje.

minerio-de-ferro
Foto: Divulgação

Às 16h05 (horário de Brasília), as ações da Vale (VALE3) caíam 2,86%, a R$ 50,17, enquanto as ações da CSN (CSNA3) recuavam 1,83%, a R$ 16,61, e as
da Bradespar (BRAP4) perdiam 2,52%, a R$ 31,61.

Os analistas da XP Investimentos chamam a atenção para uma reportagem da agência de notícias “Reuters” que afirma que oito das principais siderúrgicas chinesas formaram um grupo para investigar se “fatores não relacionados ao mercado” estão impulsionando os preços do minério de ferro e pediram ao governo que mantenha a estabilidade do mercado.

“Os executivos dessas oito siderúrgicas, que juntas representam 30% da
produção de aço da China, se reuniram dia 27 de junho, para discutir
estratégias para lidar com um aumento nos preços do minério importado, que acumula alta de 69% no ano”, disseram os analistas em relatório. De acordo com a reportagem, essas empresas criarão um grupo de investigação para analisar a metodologia de precificação da commodity, coordenar com as bolsas de futuros para estabilizar o mercado e pedir aos departamentos governamentais para que “sustentem a ordem no mercado”

Metodologias mal projetadas por agências de preços, especuladores no
mercado futuro e mecanismos de negociação ruins no mercado à vista foram os principais pontos mencionados na nota da reunião como responsáveis por impulsionar a alta da commodity.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com